Praga – geral

Mais cara que todo o restante da viagem, exceto Madrid, Praga vale cada centavo investido. Como já disse no começo: foram 6 dias excelentes que poderiam ser todos passados inteiramente na cidade, mas os bate-volta são a “cereja” para completar a festa – principalmente Cesky Krumlov. Penso que um mínimo em Praga seriam 3 dias e outro para Cesky, e seria meio corrido… porque é o tipo de lugar em que você pode ir de dia e depois de noite também nos mesmos pontos que vai valer a pena!

Câmbio

Hoje está R$ 1,00 = CZk 10.56 – (Coroa tcheca , ou Koruna)  Durange a viagem, era mais fácil dividir tudo por 10 que dá mais ou menos o valor correto

Hospedagem

Comentei laaaaaa no início dos posts sobre Praga, mas relembro: como ia ficar bastante tempo, preferi ficar sozinho – e hostel sozinho no centro da cidade é praticamente impossível, ou caríssimo. Assim, depois de muito procurar, encontrei no http://www.hrs.de  este hotel em que fiquei por 19 euros a diária, quarto só prá mim com banheiro, café da manhã (ok, este não gostei muito) e até televisão. Não ficava exatamente no centro, mas o tram era na frente do hotel, e em 20 minutos estava lá no centro. Além do mais, tem um shopping bastante próximo, que podia servir para alguma emergência (como comprar outra mochila pequena, mais barata e bem melhor que a minha, quando a que levei rasgou na última semana) e também para um lanche a noite.

Transporte

O transporte é bem decente:  são 3 linhas de metrô que cobrem uma boa região e todas interligadas, mas o principal são os trams, que levam a absolutamente todo lugar. Dentro destes bondes você tem os mapas de todas as paradas dele, e em cada uma das paradas há uma tabela com todas as linhas que passam ali, e todos os horários de cada uma destas linhas – aqui não são tão absurdamente pontuais quanto em Viena, mas também foram poquíssimos os atrasos e nunca deve ter passado de 2 ou 3 minutos. O que precisa cuidar é que há linhas que só funcionam entre 10 e 17 horas.

O site de transporte público é muito bom e acessando http://idos.dpp.cz/idos/connform.aspx?tt=pid&cl=E5 você coloca sua origem e destino e tem até mesmo qual o próximo horário em que é esperando bonde ou metrô, dando as várias alternativas.

Uma história divertida foi quando estava esperando a noite no ponto e ao abrir a porta sai um cachorro enorme (parecia um cavalo) completamente sozinho – uns 2 ou 3 segundos depois saiu o que devia ser o dono, o que foi uma situação bastante divertida (e pensando agora, meio irresponsável também hehe)

O unico problema é a parte de tickets: assim como nos outros países, você compra seus próprios tickets com moedas em máquinas perto dos pontos. Tem tickets para viagem de até 30 minutos, até 75 e  ticket de 24 horas, que raramente valem. Tem uma explicação detalhada aqui e como sempre: compre o tal do ticket. Em 6 dias lá somente 1 vez chegou um agente me pedindo para ver o bilhete, e achei o máximo quando uma menina do meu lado sacou o smartphone onde o guardinha pôde ver o aplicativo com a validade do bilhete(e vejam no link acima que comprando por sms o ticket vale por mais tempo). Detalhes: 1) O carinha que via os tickets surgiu do nada, totalmente a paisana e quase escondido… ele chegava do seu lado, mostrava o ‘distintivo’ bem discretamente e vc só tinha que mostrar o ticket – isto para ninguém saber que ele estava no bonde; 2) logo depois que viu o meu, tinha um lá que não estava com o ticket.. conversa vai, conversa vem e logo chega outro agente, um grandalhão nada discreto, e os 3 descem para ‘conversar’; ou seja: vai usar transporte público, compre o bilhete.

O bilhete turístico só vale se você for usar muito: o de 24 horas precisa usar transporte pelo menos 4 vezes para valer a pena, e o de 3 dias é mais caro que comprar 3 de 1 dia (vai entender…). Além do mais, se você ficar hospedado ali no centro só vai usar transporte publico para ir até o Castelo (isto se não for a pé, já que do centro não é tão longe assim) e para as estações de trem para bate-e-volta.

Táxi é um problema sério em Praga e todo mundo fala que é melhor manter distância…

Estação de Metrô

Alimentação

Muito da comida alemã (ou austríaca) e um tanto de húngaro, o prato que mais gostei foi o svícková: rosbife com um creme adocicado, normalmente com uns pãezinhos brancos bem gostosos. É um pouco diferente, mas vale a pena. No geral a comida tcheca é boa e se come bem em Praga sem pagar absurdos por isto (média de 250 a 300 CKz) . Obviamente, quando mais perto de pontos turísticos mais caro fica… e Praga é mais cara que outras cidades.

Svícková

Também há bastante goulash (uma que pedi particularmente acebolada.. .deu até medo) e muita linguiça, de tudo que é tipo – a ponto de em pouco tempo dar enjoo só de ver; e quem bebe basta só lembrar que está ao lado da cidade de Pilsen, onde foi inventada esta cerveja 😉

O prato mais acebolado que já vi...

Quem gosta de chocolate, há dezenas de tipos diferentes de Milka, que comprei num supermercado prá trazer prá casa até dizer chega…  e tem um doce um pouco diferente (foto abaixo) mas que vale experimentar, que encontrei somente nas escadarias do castelo em Cesky Krumlov e em Karlstejn – mas imagino que haja em outros lugares.

Do doce só sobrou o cartaz…

Seguindo viagem

Para chegar ao aeroporto, creio que o mais recomendado é pedir um shutle, que não é assim tão caro – há um post bem detalhado lá no viajenaviagem, como sempre 😉 Como eu estava próximo ao tram, usei transporte público mesmo até uma das saídas do Airport Express (sai de albumas estações do metrô), que foi até rápido.

A viagem sairia de Praga às 11h30, chegando em Madrid 14h35 e custou 1621 czk + 1213 Czk de taxas. Total = 116 euros (sim, é um pouco cara…) pela Wizzair.  Se for pegar este voo, compre a passagem logo e chegue cedo ao aeroporto: são poucos voos por semana, então lota bastante.

Mais uma vez o voo atrasou bastante (prá mostrar que não somos os únicos) e como havia aprendido, entrei praticamente por ultimo, para pegar lugar na primeira fileira (não entendo porque o povo não gosta dela…). Voo tranquilo, no meio do caminho o piloto nos avisa que estamos passando por Mont Blanc (que não estava branco) e seguida direto para Madrid, onde ia ficar pouco mais de 24 horas antes de voltar prá casa… e assim acaba a festa no Leste europeu.

 Upgrade: Fotos de Praga aqui

Anúncios

2 Respostas

  1. Esse pãozinho enrolado era a minha perdição em Praga… Meu deus, que saudades dele! Tenho até foto com o bendito

    • É uma belezinha prá por um pouco de açucar no sangue! Me arrependi de não ter foto do pãozinho mesmo, mas o cartaz já dá uma ideia pequena hehehe

      E Lais, valeu a força no outro coment – pensar que quando falamos no msn outro dia já não tinha mais 😦 Bom: pelo menos seguimos tentando 😀

      beijo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: