Uva e Vinho

Mais uma semana, mais um post… neste ritmo acho que até o Natal eu termino de falar do Carnaval hehehe

Bom: passeio clássico da região, oferecido por diversas agências, é este chamado “Tour da Uva e Vinho”, onde como o nome já diz nós passamos por algumas cidades da região de uva da Serra Gaucha, com passada em vinicultura e um passeio de maria-fumaça que é uma delícia! Especialmente nesta época concorrida e super-lotada, é o típico paseio que pela comodidade vale a pena fazer com agência mesmo… até porque os ingressos de trem ficaram bastante difíceis de serem comprados se não for por agência.

Mais um post que vou dividir em 2, mas a segunda parte prometo que entrego logo…

NOVA PETRÓPOLIS

Saimos bem cedinho de Canela rumo a Nova Petrópolis cidade que desde sempre tendo a associar a montanhas. A saída tem que ser bem cedo mesmo porque neste dia se roda bastante. Em Nova Petrópolis, o lugar principal é a Aldeia do Imigrante que foi criada para lembrar um pouco do histórico da imigração alemã, que é tão forte no lugar.

Para chegar até a aldeia propriamente dita, tem-se uma caminha rápida num arvoredo que é uma delícia para refrescar no sol que começava a ficar forte, além de um lago que lembra o Lago Negro de Gramado.

Aldeia do Imigrante

A aldeia propriamente dita são diversas casinhas no estilo Enxaimel(é este o nome?) que fazem um lugar bastante bonito e aconchegante. Cada casinha (como a escola, o Engenho, a Capela..) tem suas explicações em português e alemão e em diversas delas tem-se um pequeno museu com artefatos ligados à motivação daquela construção, como um cofre no banco.

Aldeia histórica

Cadê o dinheiro daqui???

Aldeia do Imigrante

Também no fundo há um antigo cemitério (e percebo que tenho uma estranha tendencia a visitar cemitérios em minhas viagens) e a bonita capelinha. Para finalizar, pode comprar Cuca ou outros bolos e pães prá levar prá casa (me contentei com o cheiro mesmo), além de um pequeno museu com roupas usadas para fazer as festas anuais típicas.  Enfim: é um passeio bem divertido e que leva no mínimo 1 hora para se conhecer rapidamente o lugar – valeu bastante a pena.

Outro ponto famoso na cidade é o Labirinto Verde que estava passando por manutenção (e segundo o site, continua) – provavelmente até o inverno esteja recuperado!

CARLOS BARBOSA

Dali, seguimos para um dos lugares mais importantes de toda a viagem: um ‘outlet’ da Tramontina! ok, ok… prá mim poderia ter passado longe, mas o pessoal (esposa incluída) se esbalda em compras, então já viu hehehe

 A verdade é que a Tramontina aparentemente iniciou ali, então tem-se fábrica na região e uma mega-loja em que tudo é mais barato – desde facas e garfos até umas panelas industriais, passando por furadeiras e o que for, tudo eles garantem o preço – o que explica a razão da parada. Para turismo, vale a foto neste boi e seu sorriso metálico na frente da loja 😀

Boi da tramontina

BENTO GONÇALVES

Finalmente, chegamos na cidade mais famosa do circuito. Muita gente que vem com mais tempo acaba dividindo a estadia, com alguns dias em Gramado e outros aqui em Bento Gonçalves, terra famosa por suas uvas e principalmente vinícolas. Quem puder passar mais tempo na região, pode acessar “idas e vindas” que tem um relato que vale muito a pena!  Já o site oficial para turista é este

Mas para a gente, a passada na cidade se resumiu à Vinícola Aurora  Ao chegar no lugar, é passado um vídeo contando um pouco da história da vinicola e mesmo da região – mas mais interessante que o vídeo era o cheiro fortíssimo que estava em tudo ali. A explicação: estamos colhendo as uvas! ô beleza!

Acabando o vídeo, descemos para os subterrânos, onde ficam os enormes barris para armazenamento e fermentação da uva. O passeio dura uns 30 a 40 minutos com a explicação sobre o processo e eu sempre me divertindo nos barris de madeira. Para finalizar, o momento que todo mundo mais espera, que é a degustação. E pela primeira vez eu também pude aproveitar, já que serviram também suco de uva ‘normal’ e branco – não sei como é o vinho, mas o suco dos caras é muito bom hehehe

Vinicola Aurora

Vinicola Aurora

Haja Vinho...

Terminando, pode aproveitar a loja, e também atravessando a rua tem uma outra lojinha com artesanatos e outros doces e geléia da região.

O caso é que mesmo eu que não bebo sempre acho legais estes passeios em vinicolas – quem gosta então, não pode perder de jeito algum. Só esteja preparado para enfrentar uma quantidade gigantesca de gente se for num feriado..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: