Southermost Borboletário

Tem um lugarzinho em KeyWest onde TUDO é o “Southernmost”, algo como “Mais ao Sul” dos EUA –  tem a rua, o hotel, a casa, a praia… e claro: um marco meio feinho, mas com filas enormes prá tirar foto: o Southernmost Point! – a curiosidade maior é por ser o lugar mais próximo de Cuba – e vendo aquilo fico imaginando um monte de barquinhos chegando com gente queimada e falando espanhol!  Vá depois das 16h00 que nem fila vai pegar muita.

Chegando em Cuba

Borboletário

O Trip Advisor coloca como o ponto turístico melhor avaliado da cidade, e o lugar faz uma bela propaganda disto! Mas um borboletário no meio da praia? Fomos ver e sem dúvida é impressionante. Você entra em lugar cheio de plantas, com ‘música para relaxar’ que tem um monte de passarinho e muitas, muitas borboletas. Disseram que se uma pousar em você, é sinal de sorte – pois eu mal entrei e quase saí correndo para fugir da quantidade de borboletas que queriam me pegar – sorte é bom, mas precisava de tanta assim? Acho que vou apostar na mega-sena! 😛

Sério agora: ficamos mais de 1 hora em um caminho muito pequeno, porque a cada virada para um lado ou otro surge uma nova borboleta, ainda mais linda que a anterior – esta parte vai virar meio que um fotolog mesmo! Fica pertinho do Southernmost, então dá para aproveitar a mesma vaga do carro – e custou U$12,00 muito bem gastos. Até a lojinha que tem ali vale a pena visitar.

Borboletario de Key West

Hora do lanche

Tem passarinhos também..

Conseguindo um pouco de boa sorte

Praias

Logicamente há muitas praias por ali, sendo a mais recomendada a de Fort Zachary – mas como só fomos passear na praia prá valer no dia de ir embora, ficamos pela Smathers Beach mesmo, que é a mais popular. A água não é tão transparente quanto em outros lugares, mas vale muito a pena a caminhada pela areia branquinha e as árvores próximas – especialmente antes das 11h00, quando não tinha ninguém ainda.

Praia perto do borboletário - nem ideia do nome...

Smathers Beach

Lighthouse

Não fui na casa de Hemingway nem no Cemitério, dois pontos bem populares – mas adoro subir em faróis, porque costumam ter uma vista única da região – e se o farol de Key West não tem uma visão tão linda da praia, pelo menos nos dá uma ideia melhor do lugar e lembra que a cidade não é tão pequena quanto parecia no inicio. O farol é de 1920 e junto tem um pequeno museu – a visita aos 2 sai por 10 doletas. É uma bonita vista, mas não é tão lindo que você ‘precisa ver’. Vá se tiver tempo.

O mais legal foi a quantidade absurda de alemães que encontrei por ali – vários enquanto eu subia, outro monte lá em cima e mais um tanto enquanto eu descia. O povo estava literalmente invadindo a cidade!

Lighthouse - Farol de key West

Vista do farol

Seguindo viagem

Depois de descer do farol, iniciamos a viagem de volta a Miami, para ‘começar prá valer’ – posso dizer que a ida até lá valeu demais a pena, especialmente porque tivemos um pouco de tempo para curtir região. Prá quem gosta de praia, as daqui são muito melhores que as de Miami. Indo práqueles lados e tendo 2 ou 3 dias, vá para Key West.

Mas na volta, siga sempre o conselho da bruxa:

Se beber, não dirija!

O último post sobre Key West é o Key West-geral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: