Epcot Center

Entre trocar as fraldas (ou tentar não atrapalhar a Mima), ajudar a dar banho (aka: pegar a água e limpar a banheira depois) e trabalhar, realmente esta vida de pai toma tempo  -especialmente tempo da madrugada hehehe

Mas estamos de volta, prá comentar um parque que muita gente não gosta, pois é o ‘diferente’ da turma: tem menos brinquedos que os outros, mas tem mais atrações- e muitos falam que precisa de ao menos 2 dias para conhecê-lo todo. Este é o Epcot Center, com a famosa Bola que é seu simbolo. Epcot é o segundo parque concebido por Walt Disney e foi inaugurado em 1982

Epcot Center

O parque é dividido em 2 áreas totalmente diferentes: a primeira, com as atrações mais famosas, representa o Futuro e pode ser feita pela manhã; a outra área é muito maior, com diversos pavilhões de diferentes países, para mostrar um pouco do Mundo  O Mapa está aqui e este é dos que vale se programar muito, especialmente se for almoçar em algum dos restaurantes do “World”.

Future World

O Future World trata do futuro da humanidade, especialmente comunicações e energia, e este também é dividido em outras partes. Seguimos direto para

The Land

Aqui temos uma das principais atrações do parque (ou de todos os parques), o  Soarin, que realmente é sensacional! Fomos direto prá ele e já estava lotado! A idéia é lembrar uma asa delta que sobrevoa a Califórnia. Passamos pela Golden Gate, as praias da Costa americana, algo de Hollywood e a grande surpresa: os enormes laranjais! É daquelas atrações “Precisa ir” e de longe a mais interessante da Epcot. Detalhe: a esposa de 5 meses pôde ir sem problemas. Tem Fast Pass, mas tente chegar cedinho e se gostar, pode pegar o Fast Pass prá repetir a brincadeira.

Ainda nesta região, Living with the land é um passeio de barco onde vemos um pouco do desenvolvimento da agricultura no mundo. Parece bem chatinho, mas foi bem interessante ver algumas espécies de laboratório e outras tantas que não conhecemos. É um passeio rápido e vale uma descansada depois da correria prá chegar rápido ao Soarin 😉  Por último: Circle of life é um filminho com a turma do Rei Leão, que não vimos.

Dali, fomos até o outro lado do FutureWorld, para chegar na próxima atração super-concorrida, o Test Track  Este é um carrinho de teste de segurança para veículos. Vamos a alta temperatura, baixa temperatura, freadas bruscas, mas principalmente: alta velocidade! É muito divertido, mesmo! E enquanto a gente curtia, a Mima ficava sentadinha esperando na sombra, que neste não tem a mínima condição de ir.

Test Track

Test Track do futuro

Mini salão do automóvel depois do teste

Ali perto tem a terceira das atrações “Must See”: Mission: Space porém cuidado nesta: a ideia é simular realmente um voo espacial, inclusive com a Força Centrípeta; o problema é que muita gente se sente muito mal por causa desta força, com tontura, vômito e ás vezes precisando ir para o hospital. Há diversos relatos de gente que ficou vários dias se sentindo um pouco ‘estranho’. Por causa disto, o parque criou agora uma separação, e quem não quiser sentir a força completa do brinquedo, deve seguir para a fila “Laranja”. Eu, como enjoo fácil, preferi manter distância deste, mas aproveitem que quem vai no Laranja costuma gostar.

Uma estratégia que muita gente usa nos dias mais cheios é ir até Test Track, pegar o Fast Pass e seguir até o Soarin, e antes de rodar no Test Track, passar no Mission: Space e pegar o próximo Fast-Pass, já ‘matando’ as 3 principais de uma vez só. Apesar de ser meio correria, me parece uma estratégia bastante interessante – por sorte, não precisamos fazer isto 😉

Depois dos mais famosos, fomos ao Spaceship Earth, que é a “Bola de golfe” central. Ali temos um passeio de 16 minutos em uma máquina do tempo, que vai mostrando toda nossa caminhada na terra, até o futuro. No começo do passeio você pode escolher o idioma em que quer a narração e ao final escolhe como será sua vida futura. Na saída, vá em um dos monitores e envie para seu email um pequeno vídeo desta sua ‘vida futura’ que é uma ótima lembrança

No tempo dos faraós, com Spaceship Earth

Michelangelo e a Capela sistina

Ali perto ainda tem o Ellen’s energy adventure que não fui por se tratar de mais de 40 minutos a atração. Quem vai diz que é interessante, então fica de cada um. Assim, começamos a volta para a região próxima a The Land, passando no caminho por Innoventions, que são vários ‘Laboratórios’ com experimentos físicos e testes até divertidos, mas que só valem a visita se tiver tempo.

Imagination

Depois das 2(ou 3) principais atrações, vamos curtir o restante do parque, indo primeiro perto do Soarin e começando com a Journey into imagination with Figment Embarcamos num carrinho seguindo um dragãozinho enquanto vemos algumas brincadeiras com a visão, audição e mesmo olfato. Para adultos pode ser meio bobo, mas a criançada ficava em êxtase, então com crianças vale a pena.

Figment

Ainda em Imagination: Captain EO é o 4D da Epcot, e é estrelado por Michael Jackson, como capitão de uma nave. Costumo gostar bastante deste tipo de atração, então foi um tanto decepcionante esta ter achado esta tão fraquinha…. O jeito é torcer prá voltarem com “Querida, encolhi as crianças”  que tinham até pouco tempo antes

Capitain EO

Por último, The seas with Nemo and friends é quando saímos todos para procurar por Nemo. É bem divertido, mas o melhor mesmo é o aquário que fica logo após a atração. Tem muitos peixes (inclusive vários ‘Nemos’) e vale ficar uns bons minutos por ali. Também na área do Nemo, Turtle Talk, uma atração com alguns horários especificos e que a criançada deve adorar.

Vamos a procura do Nemo

Aquário do Nemo

Até golfinhos tem ali

Minha mãe, amiga do Nemo

Resumo

Assim termina a parte das atrações ‘normais’ do parque. Imperdível mesmo só o Soarin e Test-Track (e talvez Mission: Space, para alguns), enquanto Spaceship Earth vale bastante a pena, apesar da fila ser grandinha. O restante é tudo razoável, no máximo, então entendo porque muita gente considera o menos interessante dos parques.  Para as grávidas, somente não devem ir em Test Track e Mission: Space.

Não podemos esquecer dos personagens...

Para o próximo, vamos para os pavilhões.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: