Windsor

Nada como 6 dias de feriado para deixar o blog desatualizado… mas vamos lá:

A maioria das pessoas vai para Windsor no início de algum tour para outros lugares – seja para Stonehenge(e Bath), seja para Cotswold, e sempre acabam tendo somente 1, no máximo 2 horas para conhecer um lugar que merece bem mais que isto. Assim, saímos de ‘casa’ em direção ao Castelo de Windsor.

Chegando

Chegar a Windsor é tranquilo – basicamente, você precisa pegar trem, e possui 2 opções: Saindo das estações Paddington ou Waterloo. Para nós o mais fácil foi Waterloo. Pelo menos em Waterloo tem trem mais ou menos a cada 30 minutos.

Primeira viagem de trem da Isabeli

O único problema que tivemos é que a plataforma do nosso trem só apareceu bem em cima da hora, e como a estação é bem grande, foi um pouco corrido – mas fora isto, é bem tranquila a ida e a volta. E é logo na estação que tem-se um dos melhores ‘negócios’ que você pode fazer:

A entrada padrão em Windsor é 17 libras por pessoa. O valor do trem ida-e-volta saía por 9,5 libras. Porém na própria estação você pode comprar um ticket do trem + o castelo. Quando pedi esta opção, nem a atendente sabia que ela existia e tive que insistir um pouco – e o custo final de comprar dá desconto pequeno, ficando em 24,75 libras cada um. Porque então o ‘grande negócio’? Porque evita a fila da compra de ticket em Windsor. E se a fila for como no dia que fomos, pode ter certeza que não é pequena não.

Pedacinho da fila de ingresso

A viagem leva entre 45 e 60 minutos e chegando em Windsor, é só perguntar como ir ao castelo, mas a estação é bem perto e pode-se simplesmente ir seguindo a multidão. Também dá para ir de ônibus ou carro.

E chegando lá, tendo seu ingresso na mão, não faça como eu: esqueci que já tinha o ingresso e quase choramos ao ver a fila, especialmente porque não há fila especial. Mas depois de uns 10 minutos lembrei e rapidamente pulamos todo mundo e já estávamos no castelo com nossos audioguides, incluídos na entrada.

Chegando em Windsor

St. George´s Chapel

diversos tours para quem quiser fazer algo guiado, inclusive alguns que vão a lugares exclusivos, como a cozinha ou a torre do castelo(a vista da torre deve ser linda, aliás… e só é aberta no verão). Quem for com criança um pouco maior, havia um local com aquelas pinturas no rosto em que dava para virar até um cavaleiro – bem divertido.

Mas nós ficamos com o Audio-guide mesmo – não há em português, então fiquei no inglês. O interessante é que o seu guia é ninguém menos que Príncipe Charles!  Logo no começo, passamos por jardins muito bonitos e uma muralha bem interessante e já ouvindo muitas histórias, para entrar no ambiente.

Isabeli muito interessada…

Jardim com a Grande Torre ao fundo

St. George´s Chapel

A primeira parada que fizemos foi na Capela de São George, construída em 1348. Esta Capela é bem bonita, mas nada que se compare a outras igrejas vistas antes. O interessante é que ali também estão enterrados diversos monarcas, inclusive o famoso Henrique VIII(das Bolena)e sua terceira esposa, Jane Seymour. Como em todos os lugares, fotos só do lado de fora.

Honestamente? Perdemos um tempo precioso ali que poderia ser aproveitado estando mais descansados nos State Apartments, então deixe a Capela para o final – só cuidado que ela costuma fechar antes do restante do castelo.

Gostei deste negócio preto…

Casa de bonecas

Estes sim, os dois grandes destaques do castelo: A fila para entrar no State Apartments é grande, mas quem quiser ir também na Casa de Bonecas é maior ainda – mas vale a pena.

A Queen Mary´s Dolls´ House é uma casa de bonecas gigantesca, construída para entre 1921 e 1924 e é muito bonita. Ali dentro há elevadores, vários lugares com energia elétrica funcionando e até mesmo uma adega (com vinho miniatura de verdade). É uma fila de uns 30 minutos  para em 10 minutos ver tudo, mas acho que vale a pena.

As fotos que estão aqui são da wikipedia já que não tinha como a gente mesmo tirar.

Casa de Bonecas

Pedacinho da Casa de Bonecas

Apartamentos de estado

Este o lugar mais importante, onde podemos visitar diversas lugares usados em ocasiões de estado. Antes porém, há um lugar de exposições temporárias. Quando fomos, havia uma exposição fotográfica da rainha(ano do Jubileu, ela é tema de tudo por lá). Estas traziam desde fotos dela criança com seu pai, passando pelo luto e os primeiros anos, até as atuais, agora com 60 anos de reinado – bastante interessante.

Windsor foi construído em 1066 e é o mais antigo castelo que ainda é realmente utilizado como morada por alguma família real, tendo sido lar de 39 monarcas britânicos. Em 1992 houve um grande incêndio, que destruiu mais de 100 quartos, então muito do que esta hoje em exibição é restauração, mas vale muito o passeio. Somente cuide com o horário, que a ultima entrada é uns 30 minutos antes do fechamento do castelo.

Família em Windsor

Aqui ficam os State Apartments

Windsor com bebês

Para trocar, precisa ir até a entrada dos State Apartments, que lá há um banheiro feminino com lugar para troca. Tudo bem se esta ali perto, mas pode ser um pouco longe, dependendo de onde você estiver.

Para mamar, há diversos bancos nas muralhas próximas a entrada, e foi lá que demos de mamar 2 vezes. Na segunda vez o pessoal já estava começando a fechar, então não gostaram muito quando quisemos ficar por ali, mas nada que um bebê não consiga convencer o povo 😉

Nada como mamar em um lugar de 1000 anos…

O carrinho neste dia foi bastante útil, especialmente porque há várias ladeiras. Na Capela dá para entrar com ele também, apesar de uns poucos degraus. Só nos Apartments é que precisamos deixar o carrinho na entrada –  e depois pegamos ele na saída. Ali dentro, vale ter um canguru para te ajudar.

Comer

Saindo do castelo há muitas opções – nós fomos seguindo uma rua de paralelepípedo, para ver umas lojinhas de souvenires que há por ali – passando estas lojinhas há diversos restaurantes. Comemos um Fish and Chips bem decente, por 20 libras os 2, num restaurante chamado Hungry Eye – que eu acabo de encontrar pesquisando para fazer este post – link do Trip Advisor – e agora fiquei com vontade de ter experimentado algo nepalês.

Compra um prá mim?

Conclusão

Como disse lá no começo, acho que Windsor vale o passeio por si só. Uma pessoa ‘normal’ vai levar 2 a 3 horas para ver tudo – nós levamos umas 4 a 5. A casa de bonecas e os State Apartments são os destaques, mas para mim o real destaque foi andar próximo das muralhas, curtir a paisagem, ver o jardim.. enfim: entre no clima do lugar, pensando em quanta história já ocorreu ali. Foi muito mais interessante Windsor que Buckingham, por exemplo.

Por fim: não esqueça de comprar sua entrada antecipadamente!

A noite foi dia de mercado, para fraldas e café-da-manhã, então terminamos por aí o quinto dia da viagem.

Vista aérea de Windsor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: