Shakespeare Globe

Sonhos de uma noite de verão, O mercador de Veneza, A Megera Domada, Noite de Reis, Otelo e claro: Hamlet e Romeu e Julieta. Estes são só umas poucas das muitas peças de William Shakespeare. Deve ser o autor mais citado e copiado da história. Todas as peças citadas viraram filme, algumas várias vezes.  E mesmo gente que nunca viu deve conhecer a história de Romeu e Julieta, ou sabe citar Ser ou não ser.

Já li por aí que ele era muito popular em seu tempo e, estivesse escrevendo hoje, seria roteirista de cinema… mas a verdade é que já se vão séculos(quase 4) que ele morreu, mas suas peças estão vivas como nunca. Nos tempos originais, as peças eram encenadas no Globe Theater, no lado pobre de Londres. Mas se passaram os séculos e tudo se perdeu, até que um ator apaixonado pela obra, após 23 anos de trabalho, conseguiu reconstruir o teatro exatamente do jeito que era, usando o mesmo material da época e há poucos metros de onde ficava o original.

E hoje, qualquer pessoa pode ver uma peça no Shakespeare Globe pagando desde 5 libras para ver as peças em pé, quase dentro do palco, do mesmo jeito que os mais pobres viam em sua época. E esta sem dúvida deve ser uma experiência mágica, nem que seja debaixo de chuva(o palco é aberto). Mas.. para quem não tem como ver a peça, existe a opção de simplesmente conhecer o Teatro – e se não é a opção perfeita, sem dúvida é o mais perto disto.

Entrando no teatro

Entrando no teatro

Os tours ocorrem todos os dias, porém no verão quase sempre só pela manhã (a tarde tem as apresentações). Basicamente, passamos por uma “calçada da fama” com os nomes de atores que por ali passaram (alguns inclusive conhecidos no cinema) e depois vamos diretamente para o palco.

No palco é onde ouvimos as histórias de como eram as apresentações, os grupos que tinham que ficar em pé e os mais endinheirados, que ficavam sentados(e protegidos da chuva). Havia mesmo um grupo que sentava no fundo do teatro, basicamente sem nem conseguir ver as peças: estes pagavam o maior ingresso… e no final eles pagavam mais para serem visto do que para ver alguma coisa 😉

Shakespeare Globe

Shakespeare Globe

Assento dos mais ricos

Assento dos mais ricos

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Damos uma volta por ali, sentamos um pouco, tiramos fotos e depois subimos para ver o palco de cima. É um tour rápido, mas extremamente informativo e muito, muito especial.

Vista de cima

Vista de cima

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Depois do tour, dá para ver uma exposição sobre o Teatro e também seguir para a lojinha, obviamente cheia de material de Shakespeare, suas peças e filmes baseados nelas, até coisas diferentes como o ‘mangá shakespeareano’.

Shakespeare moderno

Shakespeare moderno

Chegando

O Shakespeare Globe fica ao lado da Millenium Bridge, na margem oposta à St. Paul´s Cathedral, fazendo um passeio duplo perfeito. Também ali do lado fica o Tate Modern, que dependendo do que vais ver, é ainda mais interessante como prosseguimento.

Como fica na margem, há um ‘ponto’ de barcos ali em frente para quem vier pelo Tâmisa. A única coisa que não tem muito próximo é um metrô – a caminhada até ele é longa… experiência própria 😉

Informações

O tour pelo teatro durou mais ou menos 45 minutos, e custa £ 13,50 por pessoa, porém também dá para entrar com o 2 for 1 o que torna ainda mais imperdível o passeio.

Com bebês

Para trocar a Isabeli não foi fácil. Saindo da ponte tem a entrada do globe, mas o único banheiro para trocar é na lojinha, depois de descer e subir umas escadas… foi meio difícil achar, mas no fim deu tudo certo.

Para mamar também não tem muito lugar, então sentamos em uns banquinhos na frente da entrada principal. O problema é que ali tem muito sol, então foi meio dificil achar uma sombrinha… Importante: troque e alimente antes de começar o tour que durante ele não tem muito como fazer isto.

Por último: o carrinho ali só atrapalha. Não temos como deixar na recepção, e não adianta querer andar com ele aberto porque não vai servir – assim que no fim tive que carregá-lo fechado o tempo inteiro, já que era tudo meio apertado e cheio de escadas. Só não foi um desperdício total o carrinho porque até ali tínhamos usado bastante durante o dia, e foi bom na caminhada até o metrô.

Mas mesmo com estas dificuldades, acho que este é um dos passeios mais interessantes que fizemos – mais ainda se tivesse como ver uma peça a noite… mas foi um fechamento com chave de ouro.

Londres, sem dúvida alguma, deixou muitas saudades.

Nossa casinha por 8 dias...

Nossa casinha por 8 dias…

O restante deste ultimo dia foi basicamente arrumar as malas, sendo o mais dificil fazer as compras caberem… bem cedinho no dia seguinte, Eurostar rumo a França

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: