Mont Saint Michel – Problemas no paraíso

Como já disse há  algum tempo, nem tudo foi perfeito nesta parada…sendo que quase toda a culpa foi do hotel onde ficamos – assim, vamos lá:

Importante para a chegada

Há varios hotéis na região, mas quem não ficar dentro do Monte, o melhor é ficar em um dos hotéis dentro do conjunto do Saint michel, perto da estradinha. Porém, tem uma informação muito importante, que ou eu não havia lido, ou não me lembrava: para entrar na área destes hotéis, é necessário digitar um código, ou não conseguimos passar com o carro. Este código deve ser enviado para você antes de chegar lá. E aqui começaram nossos problemas:

Escolhi o Formule Verte. Nós reservamos uns 3 meses antes da viagem, porém ninguém avisou deste código. Assim cheguei lá e não sabia o que fazer… após umas 2 ou 3 voltas na região, parei em uma banquinha de frutas e o cara falou que quem se hospeda ali precisa deste código e que o pessoal do hotel precisava me passar o código – e só eles tinham autorização para isto.

Assim que eu precisava dar um jeito de encontrar um telefone para falar com o hotel: chegamos umas 19 horas – já passavam das 20 quando entrei no estacionamento de fora da área dos hotéis e fui para o centro de informações, que já estava fechado e nem telefone público havia. Assim, fui andando meio sem rumo até que achei umas ruas onde ficavam os hotéis (e foi por acaso mesmo, já que andei sem saber para onde).

Finalmente cheguei na recepção e perguntei: “Que raio de código é este?” “Ah.. te enviamos há 24 horas”. “Moça… foram 3 meses de reserva, não podia ter pelo menos avisado que iam enviar um email com um código?” Não vi email nas ultimas 24 horas. Mas este foi só o começo.

Do hotel até o carro foram uns 30 minutos de caminhada. Paguei 3 euros de estacionamento e finalmente, mais de 2 horas depois que havíamos chegado ali, consegui entrar com o carro na área dos hotéis. Peguei a esposa, a filha, as malas e… a porta do hotel estava trancada!

Só havia um papel na porta avisando que tinha que ir para outro hotel buscar a chave. Claro que lá a fila estava enorme e demorou um tempão para pegar a chave. A Irresponsável da recepcionista neste novo hotel era a mesma que havia me passado o código – ela não podia ter esperado um pouco, sabendo que eu estava para voltar? Ou então que tivesse entregue a chave para mim.

Graças a este tempo todo perdido, ao invés de ir para o monte em um horário decente ver a maré subir, fomos para lá tardíssimo e como já disse em outro post, tivemos que voltar rapidamente. Além disto, não tínhamos almoçado na estrada e ficamo também sem janta, pois os restaurantes estavam fechados na região – os abertos eram meio carinhos para nosso gosto.

Para completar: o quarto tinha um cheiro de cigarro fortíssimo. Quando fiz a reserva solicitei um berço, e já avisei que era não-fumantes – pelo menos o berço estava lá, mas não podia ter um quarto sem aquele cheiro horrível? E nem tinha ninguém para reclamar, afinal a recepção estava fechada.

No booking a nota deles é 8.0, mas depois de mim já mais 2 ou 3 pessoas reclamaram que eles não enviam este código nem avisam nada – assim, pelo menos não sou mais o único reclamando. E claro: sabendo antes que precisa deste código, a gente já fica esperto, mas pela falta de atendimento decente, não recomento este de jeito nenhum, mesmo tendo um preço razoável (81 euros a diária)

Comendo

Para café da manhã, há um mercadinho e do lado dele, um lugar que vende salada de frutas e pães – vale muito a pena. O croissant de lá é um dos melhores que comi em toda a França, além de uma baguete e pain au chocolat deliciosos. O Café bem caprichado para 2 pessoas ficou em 22 euros – isto porque comemos também iogurte e salada de frutas.

Em compensação no almoço… pior que não marquei o nome do lugar, só que é perto o Hotel Formule Verte. Pegamos um executivo de ‘espetinho de cordeiro’ com fritas – e foi chegando gente e sendo servida, sendo servida e a gente nada.. o cara simplesmente nos esqueceu. Resultado: quase 1 hora para conseguirmos ser servidos. Pelo menos o espetinho estava bom.

Na hora de pedir a conta, outra demora gigante… como já estava cansado, foi o único da viagem em que não deixei gorjeta nenhuma. Depois de ler tanta gente reclamando dos garçons na França, achava que isto seria comum, mas por sorte foi um dos poucos restaurantes em que tivemos problema – no geral, foram sempre muito corteses e prestativos.

Conclusão

Se o pessoal do hotel tivesse avisado do código, teríamos chegado cedo e seguido até o monte ainda com a maré baixa, mas somando a demora na instalação da cadeirinha lá no carro alugado com o péssimo problema de atendimento do hotel, podemos dizer que tivemos um péssimo dia. No dia seguinte, ainda tivemos o problema no almoço

E mesmo assim, a única coisa que a gente pensava quando foi embora era: Isto aqui é demais, precisamos voltar algum dia. Foram os 2 dias mais complicados viagem(senão “O” pior), mas ao mesmo tempo foi dos melhores. E com certeza, algum dia a gente volta.

Para a Isabeli estava tudo ótimo :)

Para a Isabeli estava tudo ótimo 🙂

Anúncios

4 Respostas

  1. eu reservei um hotel no mont para maio desde janeiro e como fiz pelo booking (o seu foi bookiing?) eu tive q entrar em contato com o hotel para o tal codigo de estacionamento. até o momento, nenhuma resposta… 😦

    • Foi pelo booking, sim.
      Agora estou lembrando algo: eles chegaram a enviar um email para mim com o tal código, sem explicar para que era, umas 20 horas antes de minha chegada – a esta altura eu já estava com tudo empacotado e dormindo para ir no dia seguinte e só vi o email uns 5 dias depois, já em Paris.

      Quando estiver mais próximo, tente contato de novo, e principalmente: veja seu email, vai que chegou alguma coisa 😉

      Na absoluta pior das hipóteses, se chegar lá e não tiver o código, telefone de Paris ou deixe o carro o mais perto possível do centro de informações e vá a pé até o hotel, que é um pouquinho longe, mas não muito.

      Meu grande problema é que eu não tinha a mínima ideia de como chegar no hotel, e o GPS simplesmente marcadva um lugar depois da cancela, e eu nem sabia que esta cancela existiria.

      Mas o pessoal deve entrar em contato, sim.

      • esqueci de responder. deu tudo certo. alguns dias antes mandaram o código, estacionamos, pegamos o transporte até lá e uma pessoa puxou conversa sobre onde estávamos hospedados. Saímos seguindo ele por uma portinha e ele apontou o hotel. Tudo tranquilo. 😀

      • Que bom que deu tudo certo. Certeza que eu dei azar mesmo. E que vontade de voltar, viu. Aqui lá é lindo demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: