Chambord, o maior de todos

Depois de três castelos em 1 dia, seguido de um jantar sensacional no ‘nosso’ castelo, fizemos as malas para dar adeus ao Loire. Mas não sem antes visitar o último castelo, claro.

Depois de Chenonceau, este é o mais falado e visitado da região, principalmente por ser o maior de todos.

História

Segundo a wikipedia, o Castelo de Chambord possui 440 salas, 365 lareiras e 84 escadarias. Tudo isto construído por Francis I(ele de novo) para servir de pavilhão de caça. Sua construção durou 20 anos, terminando em 1547 e, dizem, parte dele foi projetada por Leonardo Da Vinci, especialmente as escadarias centrais. E depoois de 20 anos de construção, o rei não passou mais que poucos dias neste castelo. Haja dinheiro de imposto!

Mas para algo serviu: durante a Segunda Guerra, o palácio abrigou as coleções do Louvre e outros museus, inclusive a MonaLisa e a Vênus de Milo.

O Castelo

Por fora, é impressionante. Realmente muito grande e para entrar temos uma boa caminhada. Esta foto é da wikipedia e dá para ter uma ideia da enormidade do castelo.

Que falta faz ter um helicóptero...

Que falta faz ter um helicóptero…

Mas havia lido que por dentro nem valia muito a pena, tanto que pensamos em nem entrar – mas já que estava ali… Não sei se foi a falta de expectativa, mas o fato é que gostei bastante de tudo o que vi.

A escadaria em helicoidal do Da Vinci é bonita mesmo, e como estava em dupla, tinha que descer por ela ao menos 1 vez, para ver se realmente não nos encontramos no caminho.

Chegando ao castelo

Chegando ao castelo

A escadaria de Da vinci

A escadaria de Da vinci

Aposentos do Conde de Chambord

Aposentos do Conde de Chambord

Outro ponto alto é o telhado – dá para subir até do lado de fora do castelo e a vista do próprio castelo, além do enorme parque arredor, é muito bonita.

Em cima do castelo

Em cima do castelo

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

E claro: os quartos, as coroas e as relíquias históricas que não poderiam faltar em um lugar deste.

Esta pertencia ao Conde de Chambord

Esta pertencia ao Conde de Chambord

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Quarto de Maria Teresa, rainha da França

Quarto de Maria Teresa, rainha da França

Estacionamento

É bem grande e pago – mas dá para pagar na bilheteria. Entre o estacionamento e a entrada do castelo tem uma caminhadinha, onde passamos por diversas lojinhas e também restaurantes.

Alimentação

Claro que comemos por ali mesmo, em uma creperia qualquer. O crepe estava bom, mas demorou uns 40 minutos para chegar e só consegui pagar a conta quando eu fui até dentro do restaurante e pedi, porque a mocinha atendendo era péssima. Não fosse isto, até poderia recomendar…

Com bebês

Como todos os outros: Carrinhos do lado de fora – ou melhor, aqui até tem um lugar específico para ficar, já dentro do castelo, mas tem que deixar embaixo.

Trocador Dentro do castelo não há. Mas do lado de fora, perto das bilheterias, há banheiros(1 euro para usar) e no feminino havia o trocador.  A Mima falou que ficava praticamente embaixo do secador de mão, então tem que proteger o baby para não se molhar com o povo se secando… definitivamente, não é um castelo baby-friendly… mas qual foi?

Tem lugar melhor pro almoço?

Tem lugar melhor pro almoço?

Informações

Foram 19 euros de entrada + 4 de estacionamento. O Site oficial é este e vou dizer o que? Gostei bastante! Pode não ter a beleza do Chenonceau ou a história de Blois, mas é sem dúvida um castelo muito bonito. Num top, deve ser o 3 ou 4 da lista.

Ficamos umas 2 horas percorrendo o castelo com tranquilidade e, não fosse a demora no almoço, teria sido um último dia perfeito no Loire. Aliás, creio que deixar Chenonceau e Chambord para o final foi uma ótima ideia, pois são os 2 maiores e os outros poderiam empalidecer perto destes (problema que tive em Blois, por exemplo).

Show noturno

Como vários outros, este aqui tem shows noturnos – mas o show de Chambord é o mais famoso, então creio que se for para escolher 1 show para ir, sugiro este mesmo.

Terminando o Loire

Ir para o Loire tem que saber que vai para conhecer a região… Buckingham, Versailles e os palácios de Viena são muito mais cheios de pompa. O que realmente vale aqui é a região em si, muito bonita e gostosa de se passear.

Outra coisa a se pensar: depois de 4 dias, já estava começando a cansar. Creio que os 4 dias foram suficiente, mas mais do que isto dá uma overdose – mas 1 dia só vai deixar com um gosto muito grande de quero mais 😉

E claro: tente se hospedar em um castelo. É caro, mas vai tornar a experiência ainda mais fantástica. A única maneira de não ficar mais triste ainda ao sair do castelo era saber que a próxima parada era Paris.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: