De barco pelo Sena

Antes, durante e depois de visitar os pontos turísticos, vale ficar simplesmente andando pelas ilhas, ou ao redor elas, passeando pelo Sena. Aproveitamos este dia e também voltamos por ali no último, antes de ir para casa.

 Passeio de barco

Tem muitas opções de barco para passear pelo Sena. Coisas como os caríssimos jantares dentro do barco (na casa dos 100, 200 euros, tendo que usar roupa de festa) e os mais básicos mesmo.

O mais conhecido é o Bateaux Mouches, mas não gostei do lugar de saída. Encontrei vários outros, sendo que a maioria saía de perto da Torre Eiffel, vinha até as ilhas e voltava, num passeio de 1 hora – o problema era ir até lá, quando nossa casinha ficava neste lado do passeio. Tem mesmo uns estilo ônibus, em que você pega e vai saindo em algumas paradas programadas – é um pouco mais caro, mas pode valer para aproveitar um dia cheio de coisas nas paradas.

No final, encontrei o Vedettes du Pont Neuf que faz o passeio ‘básico’ de todos, porém começa e termina na Pont Neuf. Mais: custa 13 euros, mas quem comprar pela internet paga somente 8. Foi perfeito para já no primeiro dia de Paris dar uma volta no rio, até pertinho da Torre, e ter uma pequena ideia do que estava por vir.

Primeira chegada na Torre

Primeira chegada na Torre

De barco pelo Sena

De barco pelo Sena

Vedettes du Pont Neuf

Vedettes du Pont Neuf

Passeio Noturno

Como o preço estava baixo, voltei a noite. Leva meia-hora até chegar na Torre, então peguei um horário quebrado, chegando lá um pouco antes dela começar a piscar.

O mais interessante foi a quantidade absurda de gente nas ruas, sentadas nas margens dos rios, simplesmente olhando as coisas. Até uma orquestra tocando lá na Ile St Louis, que o guia falou que era um ‘Baile da Terceira Idade‘. Já eram mais de 23h00 de segunda feira e aquele monte de gente aproveitando a vida…. só não fiquei com inveja porque eu também estava por ali 🙂

Passeio noturno

Passeio noturno

A Torre, sempre ela...

A Torre, sempre ela…

Sena lotado mesmo de noite

Sena lotado mesmo de noite… e não, esta não é a orquestra que falei

Recomendo fazer o passeio 2 vezes, porque durante o dia e durante a noite são 2 passeios bem diferentes, e acho que complementares. Só… no verão ficou um pouquinho frio, no inverno deve ser tenebroso, então se embrulhe muito.

Berthillon

Não sei se é o melhor sorvete do mundo, como alguns falam, mas o negócio é bom, hein! Em Agosto a loja do fabricante está fechada para férias, mas muita gente segue vendendo os estoques que haviam ficado. Sofri para encontrar, mas na região entre a Ile de la Cité e a Ile St Louis tem um monte.  E vale sair da ponte que separa as duas – ali tem uma fila gigante, mas saindo 1 ou 2 quadras nem fila tinha. Pode ser meio caro (uns 5 euros 2 bolas), mas ‘tem que’ experimentar. Até a Isabeli aprovou seu primeiro sorvete 🙂

Meu primeiro sorvete...

Meu primeiro sorvete…

A toa pelas ilhas

Finalmente entendo o pessoal que falava que andar por Paris sem rumo é uma delícia. No último dia, simplesmente fomos procurar um sorvete e andar pela região… além da maravilha que era o Berthillon, ainda pudemos aproveitar que no domingo as ruas das margens ficam interditadas, dando para caminhar um pouco.  O povo curte o Sena como os paulistanos aproveitam o Ibirapuera.

Aproveitando o domingo

Aproveitando o domingo

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hora do lanche

Hora do lanche

As 2 ilhas

As 2 ilhas

Venda de livros a lá Paris

Venda de livros a lá Paris

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: