Louvre e região

Quarta-feira o Louvre abre mais cedo, então as 9h00 já estávamos chegando. Mesmo sendo cedo assim(pelo menos para mim é cedo, vai!), já estava sol forte e uma fila gigantesca para passar pela segurança.  Um guarda viu a gente com o carrinho e passou na frente do povo. É a Isabeli salvando o dia mais uma vez!

Chegando

Chegando

E com o Museum Pass também pulamos a fila do ingresso e fomos direto para as catracas, quando algo totalmente inesperado aconteceu!

Monalisa

Óbvio que eu esperava chegar na Monalisa em algum momento, mas pensava e ir curtindo o museu e chegaria lá quando chegasse. Pois a Mima tinha  um plano diferente: já estava vindo meio rápido do lado de fora. Lá dentro, acelerou mais ainda: pegamos um mapa, as orientações e ela disparou. Subia as escadas quase correndo com a Isabeli no colo e eu tentando alcançá-las, carregando o carrinho.

Até a Monalisa tem muita escada, mas só tive um descanso quando chegamos lá, frente a frente com a moça. Óbvio que ela mal parecia cansada, enquanto eu estava a ponto de um ataque (eita forma física boa…). E mais óbvio ainda: um monte de gente tinha chegado mais cedo e feito exatamente a mesma coisa 😉

Pior que parece que colocaram o quadro ainda mais afastado do povo, com um enorme cordão de separação, além do já conhecido vidro que protege. No fim, sabemos que é pequeno e fica distante, mas ‘tem que’ ver e vale a pena – só não precisava ter corrido tanto hehe.

Isabeli, super feliz por ver a Monalisa

Isabeli, super feliz por ver a Monalisa

Olha o povo...

Olha o povo…

Depois de sair do aglomerado, curta o próprio salão em que está, que tem uns quadros impressionantes.

Agora sim, o Museu

Depois da Monalisa, muita gente já vai embora – mas não dá né… tem muita coisa para ver ainda. Já por ali mesmo dá para aproveitar uma das coisas que mais gosto, que é a fase do Renascimento. Posso não entender o porque de serem grandes obras,  mas é fácil gostar da dramaticidade com que os italianos pintavam as coisas. Só tome cuidado, que dá para passar o dia todo somente em uma pequena parte do museu, porque tem muita, muita coisa.

Se morasse em Paris (sonho meu, sonho meu…), daria tempo de conhecer mais, mas como isto não é provável no curto prazo, aproveitei alguns guias que havia comprado para marcar alguns que ‘este eu preciso ver’ e tentar chegar neles, vendo o restante do museu no caminho.

Alguma sala real

Alguma sala real

Destaque para as sessão egípcia e assíria que são gigantescas e tem muita coisa interessante com suas múmias, estátuas de Amom, leões assírios e um monte de coisa parecida com o que vimos no Museu Britânico, mas que ainda assim valeram a pena. Também uma área que eu nem esperava muito, mas que é muito bonita, são os Quartos/Salões Napoleônicos.

O real "Livro dos Mortos" - que tanto filme já rendeu

O real “Livro dos Mortos” – que tanto filme já rendeu

Salas de Napoleão

Salas de Napoleão

Também nestas áreas históricas podemos ver o Código de Hamurabi e inscrições contando a história de como o rei de Moabe derrotou os israelitas. A parte histórica é impressionante – só perdeu no meu gosto para os quadros renascentistas.

Vênus de Milo

Uma estátua grega descoberta na ilha de Milo, a Vênus de Milo só perde para a Monalisa para a fama – mas nela a gente chegou sem correria – pouco lotada estava..

A Vênus é aquela branquinha láaaaaa no fundo

A Vênus é aquela branquinha láaaaaa no fundo(desculpe pela tremedeira)

Aliás, nas áreas grega e romana também dá para se perder fácil.

Debaixo da piramide

Debaixo da piramide

Outro dos Grandes: A Vitória de Samotrácia

Outro dos Grandes: A Vitória de Samotrácia

Almoço

Saímos do Louvre pelas 13, 14h00 e fomos almoçar. Achei que seria fácil encontrar algo, mas ali do lado do Louvre não tem tanta opção, e os que encontrava, estavam lotados . Mas depois de umas 2 quadras pela Rue de Rivoli, paramos em um lugar meio bagunçado.

O almoço foi bom, com um preço decente, mas o que foi inesquecível foi a Sopa de Cebola da entrada (pense em Soupe a L´Oignon gratinée que fica mais chique hehe)- ficou como uma das melhores lembranças de comida da viagem toda. Pena que não tenho  o  nome do lugar, porque era magnífico. E o garçom ainda fez uma baita farra com a Isabeli.

Intervalo pro almoço

Intervalo pro almoço

Informações

No site oficial tem muita informação útil para ajudar a se planejar. Quarta e Sexta fica fica aberto mais tempo,  mas nas terças é fechado. A entrada para quem não tem o passe custa 11 euros + a fila da compra (porque o tempo que vai perder ali é até mais caro que o preço da entrada)

Com bebê

São muitas, muitas escadas. Há elevadores, mas são difíceis de achar e no geral a gente carregava o carrinho, assim se for somente no Louvre, não sei se carrinho é lá muito útil. A grande vantagem é que, como é grande, houve momentos que a Isabeli tirava o maior cochilo e no carrinho é bem mais fácil que no canguru.

Claro: saímos dali e fomos para outros lugares, além de ter que voltar tuuudo para casa a pé – ai sim o carrinho foi muito útil, mas somente no museu não sei se vale.

Para trocar há alguns banheiros específicos, mas a gente só achou 1 vez. Assim, pelo menos 1 das trocas fomos em um canto mais separado e aproveitamos um dos bancos de descanso mesmo.

Mamadeira já é fácil: qualquer hora e qualquer lugar está ótimo 🙂

Tuilleries

Não sei o que esperava do “Jardin des Tuilleries”, mas com certeza não era esta terra seca, meio pedregulho…e com o sol fortíssimo que fazia naquele dia, só passamos pelo jardim porque era nosso caminho. Mas mesmo esta terra não deixa de ser bonita, especialmente com suas fontes no meio. E em Julho, quando um parque de diversões fica em funcionamento, deve ser muito gostoso.

Acho que vale a passada quando estiver no Louvre – ou quando o parque estiver instalado, que dizem que a vista da Roda gigante do parque é maravilhosa!

Tuilleries

Tuilleries

Lorangerie

Queríamos ver As Nympheas – falo dos quadros de Monet – mas lá no começo da viagem a gente tinha ido conhecer os jardins que a originaram.

Mas tinha que conhecer o quadro também, oras.. e lá fomos a este pequeno museu no final(ou início, dependendo do ângulo) do Jardim de Tuilleries. A fama do Museu Lorangerie é  principalmente por causa de um salão com vários quadros desta coleção das Nympheas. Tem muita informação aqui.

Foi bem interessante comparar, e os quadros são muito bonitos, mas depois de ver a realidade do jardim, perde demais na comparação e acaba sendo até decepcionante.

Além das Nympheas, ali tem vários outros quadros, especialmente Picasso, Cézanne e o próprio Monet.

A entrada custa 7,5 euros e há ingressos para combinar com o D´Orsay(que não fui). Para mim valeu por que estava incluído no museum pass, mas acho que só vale pagar quem quer muito conhecer a coleção do lugar – fora isto, pode ficar no Louvre mesmo.

Por último: aqui é proibido carrinho, com o nosso ficando na recepção.

Louvre de noite

Quarta-feira fica até bem tarde aberto, então não resisti e voltei a noite para o Museu. Muito mais tranquilo, claro… passei pela Venus de Milo quase totalmente sozinho, ainda que a Monalisa continuasse com um monte de gente.

A Venus, depois das 20h

A Venus, depois das 21h

Mesmo de perto.. só da para ver reflexos de vidro

Mesmo de perto.. só da para ver reflexos de vidro

Valeu para ver mais algumas alas que eu queria e principalmente para ver as pirâmides de noite, que ficam lindíssimas! Me imaginei Robert Langdom chegando para desvendar o Código da Vinci 🙂

Acho o Museu Britânico mais organizado, mas o Louvre é “O museu”. Tem que ir, não tem jeito… e vale dedicar pelo menos algumas horas para ele.

De dentro para fora

De dentro para fora

Pirâmide surreal

Pirâmide surreal

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

2 Respostas

  1. Olá, adorei seu blog, muito bem escrito, descontraído e instrutivo. Valeu pelas dicas e informações. Estou indo pra Paris pela primeira vez na vida, dia 05/06. Pode me dar mais dicas pelo meu e-mail? Obrigada desde já.
    Nanny Vitorino.

    • Nanny, pergunte qualquer coisa por aqui que tento responder..

      Abraço, e curta muito que Paris é maravilhosa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: