Montevideu, geral

Chegando

A chegada a Montevideu é pelo Aeroporto de Carrasco . Nas primeiras viagens, era um lugar bem simples – mas há alguns anos o pessoal fez uma reforma que deixou ele bastante bonito.

Aeroporto de Carrasco

Aeroporto de Carrasco

Assim como em vários lugares, o aeroporto daqui é bem longe, levando uns bons 40 minutos para cima para chegar até o centro histórico. A melhor maneira de sair dali é ter contratado antecipadamente um ‘remise’ para buscar, com uma das diversas agências de turismo de Montevideu, como a Jetmar ou o próprio serviço oficial do aeroporto. Também tem vários táxis saindo de lá. Até a cidade velha fica em pouco mais de R$ 100,00 – então prepare o bolso!

Também dá para ir de ônibus de linha, já que passam por lá.

Dinheiro

A moeda é o peso uruguaio, mas lá aceitam reais e dólares em todo lugar. Inclusive, você pode dar dinheiro em real e pedir troco em pesos (com a cotação não tão boa, mas…). A cotação em Outubro de 2013 era de 1 real = 9 pesos. Para trocar, há muitas casas de câmbio na 18 de Julio – uma a cada duas ou três quadras, mais ou menos

Cartão dá para usar o de crédito em todo lugar, mas não é sempre que aceitam débito – como agora o imposto é o mesmo para os 2, vá no crédito mesmo 😉

Hospedagem

Como sempre fui a trabalho, esta parte acaba ficando pela empresa e por isto não tenho como opinar muito, mas…ali na Ciudad Vieja, quem puder vale muito a pena o tradicional Radisson  (o taxista pode conhecer como Victoria Plaza). O Radisson fica bem em frente a Plaza Independencia e por fora é muito feio – mas por dentro compensa bem.

Hall do Radisson

Hall do Radisson

Tem uma piscina bastante grande e bonita, mas o destaque total é a vista do restaurante, que fica no vigésimo quinto andar. O café da manhã também é ótimo. Além de tudo, tem o Casino no próprio hotel. Meio caro, mas quem puder, vale o investimento.

Vista do restaurante do hotel

Vista do restaurante do hotel

Imagem 004

Mas nos últimos anos tenho ficado do lado, no Holiday Inn. Bom café da manhã, uma piscina mais básica mas aquecida e uma internet bastante decente, incluída na diária. Eu gosto bastante, especialmente pela localização – só não é o 4 estrelas que anunciam. Para outros hotéis no centro e também em Pocitos, vá ao Viaje na Viagem.

Já os mais baratos, só conheci o Che Lagarto, que fica na Plaza Independencia. Fui lá somente ajudar uma colega com as malas – achei tudo muito escuro e bem caído, e ela não gostou muito também não. Mas não é nada que fuja da média dos hostels e albergues que já peguei em outras paradas por ai 😉

Pelo que li, quase todo hostel em MVD fica nuns casarões antigos e por isto podem ser um pouco escuros e com barulho na madeira. Para mais opções, o Mochileiros é a melhor pedida.

Alimentação

Já falei do que comer neste post – agora é o onde. Primeiro tem que ir no Porto – já foi? Então na Peatonal Sarandi há outras opções, todas servindo uma boa carne. Gosto muito do La Corte – é um lugar bem bonito, com boa comida, mas só serve almoço.

Aliás, durante a noite quase tudo é fechado por ali, então no geral acabo no Don Peperone (que na verdade é uma cadeia de restaurantes). Ele vale para almoçar, comer um chivito ou uma pizza de noite. Um pouco mais prá frente no calçadão você encontra outras coisa – mesmo McDonalds ou Burger King.

Outra cadeia bastante forte é o La Pasiva Tem vários, com um subindo a 18 de Julio e outro na própria Sarandí, que também costuma abrir de noite. É  bom e barato – e no caso deles, tem um tal de Chivito Canadiense al plato que dá para 2 ou 3 comerem tranquilamente.

Em todo lugar, do mais simples ao mais chique, uma coisa é infalível: o serviço é demorado. Demora para você conseguir fazer o pedido, receber o prato, pedir a conta…enfim: tudo é demorado e por isto vá com algum tempo nas refeições.

Compras

Para os viciados, a má noticia: o Uruguai regula com o Brasil nos preços. Quem costuma comprar, fala que o preço de coisas de couro são muito mais baratas por lá do que aqui – mas fora isto, aproveite para passear mesmo. Ou vá dar uma volta no Bonito shopping de Punta Carretas.

Shopping Punta Carretas

Shopping Punta Carretas

Balada

Não sou muito de balada, mas depois de tanto tempo indo prá lá a gente acaba conhecendo alguma coisa, especialmente acompanhando a brasileirada.

Balada só começa na quinta-feira. Em todo lugar que se vai, de Domingo até Quarta você pode ser dos únicos presentes no lugar – exceto por alguns outros turistas perdidos. Além disto, o pessoal costuma sair bem tarde. Lá pela meia-noite começam a se arrumar e pelas 2 da matina é que os lugares estão realmente cheios…

Ali no centro tem 2 lugares que vivem cheios: na segunda ou terceira rua perpedincular ao calçadão Sarandi, tem El Pony Pisador, com boa música e um clima bem divertido.

E o mais turístico e muuuito mais famoso, o Bar FunFun. Este é um lugar pequeno e que sempre tem show de tango, além de viver lotado de turistas (brasileiros em particular). Por incrível que pareça, fui ali pela primeira vez agora em 2013 – e gostei bastante, mesmo sendo um tanto apertado demais para a quantidade de pessoas que recebe. Ouvi falar que fecharam para reforma, mas se estiver aberto, vale conhecer. É o numero 1 no Trip Advisor

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fun Fun

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para mais opções, de quem conhece do assunto, clique aqui.

Aplicativos

Recomendo muito alguns apps de clientes nossos que podem ser uma mão na roda quando no Uruguai – todos feitos com GeneXus, claro – e todos disponíveis para iOS e Android:

Artur MVD – é um guia turístico de Montevideu, porém com bastante coisa bem interessante, especialmente a tela de Realidade Aumentada. Outra legal é você tirar foto do lugar que está e se for alguma coisa turística, receberá informações sobre o que é.

GxBus – Guia de itinerário de ônibus pela cidade.

Donde está el cajero – Se estiver precisando de dinheiro mas não encontra um caixa eletrônico, este trás uma lista dos caixas mais próximo, também mostrando em mapa

Cartelera – Deu vontade de ir ao cinema? Aqui tem toda a programação das salas da cidade.

GuiderMVD – Guia de serviços da cidade

Terminando

Muita gente diz que Montevideu é uma ‘pequena Buenos Aires’ e realmente as diversas construções históricas trazem semelhanças. Mas a verdade é que a rivalidade Uruguai X Argentina consegue ser ainda mais forte do que a nossa com os argentinos, então é melhor parar com as comparações 😉

Mvd é uma cidade menor, que tem menos apelo turístico, mas tem um grande charme e os uruguais são todos extremamente simpáticos. Vale a pena passar um feriado prolongado que seja na cidade, tirando 1 dia para Punta e outro para Colonia – mas é melhor ainda se tiver mais tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: